Primo Fior e saúde #2: Taninos e o Sars-CoV-2

Na última edição do Primo Fior e saúde apresentamos um pouco mais do Resveratrol, um polifenol que atua na defesa da planta e traz inúmeros benefícios para a saúde humana. Hoje vamos falar sobre taninos e alguns novos estudos que estão aparecendo com o Ácido tânico. Vem conosco!

Os taninos são encontrados em todas as plantas e tem como função principal, a defesa contra patógenos que as atacam. Isso ocorre pelo sabor desagradável dessa molécula química repelir que insetos e outros animais, fazendo com que não consumam suas folhas e frutos não maturados.

Os taninos são polímeros de fenóis, moléculas formadas pela associação de flavanóis.


Os taninos nas uvas

Nas uvas os taninos estão concentrados nas cascas, sementes e engaço, variando as concentrações conforme a casta e as condições em que a videira é cultivada. Tanto as uvas brancas quanto as uvas tintas possuem taninos, o que acontece é que, como na elaboração de vinhos brancos o mosto mantém muito pouco contato com o bagaço, esses taninos não passam para o vinho. O que não é o caso do vinho laranja por exemplo, nesses vinhos é possível sentir a presença de taninos provenientes da extração no processo de maceração característico de sua elaboração.

As características mais marcantes nos vinhos quanto falamos em taninos é a adstringência (quantidade) e por vezes o amargor (proveniente da catequina, quanto ocorre ruptura de sementes durante a vinificação, por isso evita-se ao máximo que isso aconteça durante os processos realizados).


Taninos e a Covid-19


Estudos realizados por cientistas da China Medical University sugerem que o ácido tânico, presente no vinho através dos taninos, pode auxiliar na redução de infecções causadas pela doença. O objetivo principal dos estudos foi detectar compostos naturais que possam apresentar resultados sobre a Síndrome Respiratória Aguda Grave (SARS).

Durante os estudos, os taninos se mostraram capacidade capacidade inibitória forte sobre a ação do vírus responsável pela Covid-19. Inclusive foi ressaltado pelo presidente da universidade que no futuro os taninos possam fazer parte importante no desenvolvimento de tratamentos farmacêuticos.

Outro ponto sobre os taninos, é que eles auxiliam no aumento da imunidade, o que protege o organismo do ataque do vírus. Porém mais estudos precisam ser realizados na área para comprovar as evidencias primárias.


Alimentos ricos em taninos


O jeito é se prevenir. E consumir alimentos ricos nesses compostos. Alguns alimentos ricos em taninos são:

  • vinho,

  • sucos de uva,

  • chá,

  • café,

  • chocolate amargo,

  • romã,

  • canela,

  • cravo,

  • castanhas,

  • amêndoas

  • feijão azuki

Entre outros, principalmente, aqueles vegetais que tem o amargos predominante. Esses alimentos são ricos em propriedades antioxidantes, que são incríveis para a saúde, inibindo a ação dos radicais livres. Os taninos reforçam as paredes arteriais, prevenindo o entupimento das veias, além de reduzir o colesterol ruim e prevenir o envelhecimento precoce. Como também falamos no artigo sobre Resveratrol.


E aí gostou das dicas? Torcemos para que essa pandemia passe logo e que em breve possamos estar te recebendo para uma visita super especial! Compartilha com todos os seus amigos!

Escrito por Maria Lúcia Fraron - enóloga.


5 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

© Primo Fior. Todos os direitos reservados

  • Ícone do Facebook Preto
  • Preto Ícone Instagram