Ahhh... A juventude!

Você sabia que dia 13 de abril é dia do Jovem? Pois é, já dizia Johann Goethe: "A juventude é a embriaguez sem vinho." A Primo Fior destacou algumas dicas sobre vinhos jovens para você!

Os jovens e suas ações tão intensas! O que eles têm em comum com os vinhos jovens? Exatamente a intensidade de aromas, acidez mais pronunciada, taninos mais leves, consumo sem pressão.

A poesia dos vinhos: amar, sorrir e cantar...

Sabe aquela expressão que diz: "Quanto mais velho o vinho melhor" ou ainda "O vinho melhora com o tempo"? Apesar de estar parcialmente correta, não pode-se negar que a degustação de vinhos mais jovens possibilita uma experiência enriquecedora e incrível para os apreciadores da bebida.

A sabedoria não vem automaticamente com a idade. É verdade, alguns vinhos melhoram com o tempo, mas apenas se as uvas eram boas desde o princípio.

O mercado do vinho volta-se para o público jovem, a geração Y está despontando nesse cenário como ótimos e notórios degustadores. O que muda para esse público é o valor expresso em cada rótulo. Ou seja, eles tem sede de um produto que atenda seu paladar, que tenha identidade única e diferenciada e que seus valores visem algo importante e maior, de forma que ao final das contas eles atendam às suas necessidades.

O vinho é o medicamento que rejuvenesce os velhos, cura os enfermos e enriquece os pobres. - Platão

Já sabe-se que os benefícios para a saúde são um forte argumento para uma geração que está preocupada com o bem-estar físico e busca uma melhor qualidade de vida. Hoje no Brasil 84% do mercado do vinho é dominado por jovens e uma vez que estes estejam ainda conhecendo o produto, a balança de sua preferência pende para produtos com menor teor alcóolico e não tão pesados, ou seja, mais leves.

O vinho é uma das coisas mais civilizadas e naturais do mundo que alcançou a maior perfeição. Oferece uma gama maior para o prazer e apreciação do que possivelmente qualquer outra coisa puramente sensorial. - Ernest Hemingway

Sabemos que a história do vinho é muito antiga, e que os grandes vinhos são de grande complexidade e muitas vezes sua estrutura encorpada acaba agredindo o paladar de jovens iniciantes no mundo dos vinhos. esse é o diferencial dos vinhos jovens: são vinhos descomplicados, leves, taninos macios, aromas frutados e florais mais intensos. A pouca passagem por carvalho só melhora as características de um produto elaborado para encantar. Ou seja, consumo no dia a dia. A não privação do prazer que se obtém através do consumo e apreciação dos vinhos e das infinitas experiências que se possa vivenciar através de suas histórias, harmonizações e retratos de cada diferente região que foi produzido.

O vinho, assim como a música, não é só para você. É para ser compartilhado.

Os jovens são sociais e, neste caso, não me refiro apenas às pessoas, mas também aos vinhos. Os vinhos jovens são sociais, eles acompanham uma boa conversa, um dia de parque, uma tarde de domingo - seja ela chuvosa, com um tinto, seja ela ensolarada, com um bom rosé ou branco, ou ainda com ambos os três em qualquer cenário.

Bebo uma taça de vinho à noite porque faz bem para saúde. As outras taças são pelas piadas e para melhorar meus passos de dança!

Com um cenário pandêmico, as pessoas estão mais por casa e assim aprendendo muito mais também. O publico jovem pode ter aumentados seu consumo de vinho, porém as exigências de um produto com exclusividade e qualidade aumentaram também. Não se engane, o consumo maior consumo de vinho não diminuiu as exigências, mas sim criou um público mais crítico e participativo na hora de opinar sobre suas escolhas.

Um frio para nós dois, regado de lareira, queijos e vinhos. De sobremesa, amor.

O aumento da apreciação de vinhos nacionais dá-se também pela qualidade dos produtos elaborados por nossas casas produtoras. Onde além de apresentar o produto, descrevem a elaboração e informam sobre o produto para seus consumidores. Além disso, as vinícolas estão se preocupando com as experiências que seus vinhos proporcionam para seus apreciadores, ou seja , dicas de harmonizações, de serviço e de conhecimento sobre degustação.

Boa é a vida, mas melhor é o vinho. -Fernando Pessoa

Vamos para as características de um vinho jovem: Coloração intensa e vibrante, em nariz aromas joviais, notas frutadas e florais, e alguns aromas resultantes da própria fermentação. Aromas mais fechados e terciários? Aqui nem pensar! Em boca o que os caracteriza é a acidez marcante e a intensa presença de taninos, porém nada pesado e complexo, mas com adorável sabor frutado.

Alguma semelhança com a maravilhosa fase da juventude? Talvez não seja mera coincidência eles se identificarem por vinhos com essas características afinal!



Quero um bom vinho, uma boa trilha sonora, um bom lugar e um novo e arrebatador amor. - Roger Stankewski

Feliz Dia do Jovem!

Inclusive e especialmente para você que, mesmo com o passar dos anos, continua mantendo-se jovem de espírito!

Escrito por Maria Lúcia Fraron - enóloga.


5 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo